O Agro Brasileiro diante da crise – perspectivas de produtores e Governo

O Agro Brasileiro diante da crise - perspectivas de produtores e Governo

Diante dos desafios enfrentados pelos produtores rurais, surge a indagação: o agronegócio brasileiro está em crise? A quebra na safra 2023/2024, anunciada por órgãos como Conab, IBGE e institutos privados, reflete uma realidade preocupante. Com previsões indicando que os sojicultores colherão menos de 150 milhões de toneladas de soja, a situação é alarmante.

A Associação Brasileira dos Produtores de Soja (Aprosoja Brasil) caracterizou a safra como “para esquecer”, mantendo uma estimativa de 135 milhões de toneladas de soja. Entretanto, questiona-se se essa crise é uma realidade para todo o setor.

No epicentro dessa problemática está o estado de Mato Grosso, onde a seca devastou as plantações, levando os produtores a colherem quantidades significativamente menores do que o habitual. Lucas Beber, presidente da Associação de Produtores de Soja de Mato Grosso, expressa sua frustração com a falta de ações do governo diante dessa situação.

Por outro lado, o secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Neri Geller, sugere que a crise é momentânea e localizada, resultante de uma combinação de fatores como a crise hídrica, custos de produção elevados e queda nos preços internacionais de commodities agrícolas.

Marcos Jank, do Insper, concorda que a crise é localizada, afetando diferentes regiões de forma desigual. Ele destaca que há ganhadores e perdedores nesse cenário, com agricultores do Rio Grande do Sul se recuperando após anos de quebra, enquanto outros, especialmente em Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás, enfrentam dificuldades.

Entretanto, Bruno Lucchi, da CNA, adota uma visão mais cautelosa, reconhecendo que o setor enfrenta desafios significativos em 2024 devido a variáveis como problemas climáticos e queda nos preços, afetando a produção de carnes e aumentando os custos de produção.

Os pedidos de ajuda ao governo incluem renegociação de dívidas, prorrogação de prazos e linhas emergenciais de crédito. É aguardado um anúncio do governo federal sobre medidas de apoio na próxima semana, visando mitigar os impactos da crise.

Além disso, o aumento nos pedidos de Recuperação Judicial acende um alerta, indicando uma situação financeira difícil para muitos produtores. No entanto, é necessário analisar cuidadosamente essa questão para evitar interpretações equivocadas e oportunismos.

Diante desse contexto, é crucial que o governo reconheça a gravidade da situação e adote medidas eficazes para apoiar os produtores rurais, garantindo a sustentabilidade do agronegócio brasileiro.

Filie-se

Preencha com seus dados

Após preencher o formulário você receberá uma mensagem automática via Whatsapp para concluir seu cadastro.

Adicione o texto do seu título aqui

Mais Notícias

Abrir bate-papo
1
Escanear o código
Olá 👋
Podemos ajudá-lo?